As horas estão escritas num futuro impossível

Cara mia,

Hoje despertei na cidade de Oz, pensando sobre o que escreveria para você. Temos tanto em comum e ao mesmo tempo, vivenciamos coisas tão distintas que reflito: essa diversidade me acrescenta muito!

Desde que te conheci lá…nos idos do Blogger, quando ainda alimentava meus filhotes Sonhos e Melodias e Bibliotequices e Afins, aos poucos, passei a te admirar. Como me arrependo dos inúmeros convites para participar de seus jantares literários. Mas tudo tem seu tempo e eu aprendi e continuo aprendendo com você. Sinto acima de tudo, gratidão por abrir seus braços e me aconchegar em seu valioso e restrito grupo de amigos. Sim, porque hoje sinto que somos amigas, parceiras de escrita e de vida.

Não sei me aventurar muito na poesia portanto, abstenho-me da tentativa por aqui. Acabei de passar um café e, na solidão abençoada de meu apartamento, escrevo essa carta abrindo meu coração e minha mente.

Essa semana não deu mais uma vez para nos encontrarmos. Não fiquei triste mas já antevejo nosso encontro regado a um café ou chá que perfume nosso espaço, onde traçaremos muitas conversas literárias e do dia a dia afinal, quando pensamos que as horas estão escritas num futuro impossível, garanto que para nós, isso não existe. Carregamos a essência de escritor que pode transformar e criar tudo o que desejar bastando abrir a mente para vivenciar uma história na qual tudo podemos. Lá, somos Deus e criaturas. Impossível? Essa palavra não faz parte de nosso vocabulário.

Daqui, mirando a paisagem urbana carregada na paleta cinza de um dia frio, observo e sinto o perfume de mais uma leva de pão de queijo crescendo dentro do forno quentinho. Ah, como gosto disso tudo. O simples é o que me alimenta.

Saboreio mais um gole de nossa bebida cafeinada e despeço-me com a pergunta para se pensar durante a semana: Nos veremos essa semana?

Beijo e um abraço carinhoso cara mia

Este texto faz parte das Missivas de Primavera. Estão comigo:

Lunna GuedesMariana GouveiaObdulio Ortega NuñesSuzana Martins

4 comentários sobre “As horas estão escritas num futuro impossível

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s