Passeio pela minha estante (5)

Paris, bonjour Paris je vous aime/Paris, bonsoir, Paris vous êtes bohème

Tenho uma paixão tão intensa pela França, sua cultura, sua língua, que lá atrás ainda no ginásio, fui a única da classe que amava as aulas de francês. Não sei de onde surgiu esse amor à tudo que diz respeito a essa país. Ele existe e um sonho – que espero de coração conseguir realizar -, é viajar e passar uma temporada conhecendo e mergulhando nessa cultura maravilhosa.

Por conta dessa paixão, escolhi dois livros para realizar esse quinto desafio. Por quê decidi por dois e não apenas um? Simples: a paixão é tanta e esses dois livros, além de histórias e personagens incríveis, são de uma autora que passei a admirar demais: Nina George. Escritora alemã que teve seus livros traduzidos para o português por um querido que além de tradutor competente, é escritor também: Petê Rissatti. E devo à ele eu chegar a esses dois títulos porque na época em que traduzia, ele comentava com o grupo de conhecidos dele sobre a história linda que estava trabalhando. Curiosa que sou e ainda sabendo que se passava em Paris, corri atrás para comprar quando foi publicado por aqui.

A livraria mágica de Paris, só pelo título já me ganhou. Livraria é um espaço onde me sinto em casa. Paris, uma cidade que amo mesmo que à distância e sinto que se um dia aparecer por lá, me sentirei totalmente familiarizada. E magia, algo que me encanta desde criança e que procuro na medida do possível, mantê-la intacta em minha vida adulta. Quem desejar saber mais sobre ele, escrevi em meu outro blog (tadinho anda bem abandonado) Sonhos e Melodias

O livro seguinte foi O Maravilhoso bistrô francês. Sinceramente? Após terminar a leitura desse segundo livro, não consigo dizer qual história é melhor. As duas me emocionaram levando-me às lágrimas. Mas não de tristeza e sim, de esperança no ser humano. A jovem senhora Marianne Messmann, está decidida a dar cabo de sua miserável e insignificante vida nas águas do rio Sena, na famosa Pont Neuf. Ao se jogar para colocar um ponto final, não imagina o quanto sua vida irá mudar e de fato, iniciar.

Personagens fora do comum surgirão no caminho de Marianne, mostrando possibilidades de renovações e até mesmo um amor, surgirá na vida dela.

A Bretanha com suas vielas e gastronomia enriquecem essa linda história de vida, recomeços, descobertas. Só de escrever sobre esse livro, me arrepio toda novamente.

Sinopse: Mais uma obra-prima da autora de A livraria mágica de Paris Marianne Messmann está presa num casamento sem amor e não vê a hora de pôr um fim em tudo. Durante uma viagem a Paris, ela sobe na Pont Neuf e se joga no Sena, mas é salva do afogamento por um passante. Em seguida, é levada para o hospital e lá vê um azulejo pintado com a linda paisagem de uma cidade portuária da Bretanha. Inspirada pela pintura, ela decide embarcar em sua derradeira aventura. Ao chegar à Bretanha, Marianne entra num restaurante chamado Ar Mor (o mar) e é arrebatada por um novo e encantador modo de viver. Lá ela conhece Yann, o belo pintor, Geneviève, a enérgica dona do restaurante, Jean-Rémy, o chef perdido de amor, e várias outras pessoas que abrem os olhos dela para novas possibilidades. Entre refeições, músicas e risos, Marianne descobre uma nova versão de si mesma — apaixonada, despreocupada e forte. Porém, de repente, seu passado chega para confrontá-la. E, quando isso acontece, ela precisa decidir entre voltar para sua vida antiga ou abandoná-la de vez em nome de um futuro promissor e empolgante. O maravilhoso bistrô francês é uma jornada dos sentidos, com refeições suculentas e paisagens estonteantes. Uma história recheada de poesia, beleza, sensibilidade, romance, erotismo e segundas chances, que nos mostra que não existe idade para recomeçar e ser feliz.

E então? Já leram algum deles? Passe seu parecer nos comentários e caso não tenham lido ainda, agora é o momento. Mergulhem nessas leituras e retomem a alegria e a esperança em dias e seres humanos melhores.

Esse post faz parte da maratona de maio e participam
 Alê Helga | Darlene Regina | Lunna Guedes |Mariana Gouveia 

9 comentários sobre “Passeio pela minha estante (5)

  1. Eu adoro Paris e seus cafés, suas linhas de metrô e a literatura. Também gosto dos homens e da leveza dos relacionamentos. Dos livros que citou, li apenas o primeiro e amei. Mas li outros, A elegância do ouriço e A caderneta vermelha. Os dois se passam em bairros parisienses e são muito bons. E o melhor de todos Os olhos amarelos do crocodilo. Aí ai ai.

    Bacio

  2. Ah, Paris! Tenho cartas trocadas com uma amiga que foi morar em Paris… é um sonho! Um sonho que está na lista…

  3. Roseli, graças à Lunna, que criou um Clube do Livro, pude ter contato com dois dos livros citados por ela – “A elegância Do Ouriço” e “Os Olhos Amarelos Do Crocodilo” – a França ganhou muito mais substância e profundidade para mim..

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s