Cantiga de ninar para menino M.

1882-crianca-adormecida

Vá. Não tenha medo menino M. Abra seus olhos internos e enxergue a beleza do outro lado. Observe a multidão que te aguarda, ansiosos por seu retorno. Desapegue-se das preocupações de uma vida inteira com os outros. Sua vida passou e ficará impressa na história familiar. Acredite, foi escrita com tinta de ouro e servirá de modelo para as gerações seguintes.

Não chore. Para que esse bico e esse olhar de pesar? Entendo… Despedidas são sempre dolorosas. Mas não estamos dando um adeus. Não! No máximo… Um até breve.

Ei! Pára com isso menino M. Qual o motivo para essa cabeça baixa, olhar melindrado? Até me fez lembrar quando, pela primeira vez na escola, assustou-se por estar longe de sua mãe.

Lembra que depois pegou-se de paixão infantil pela professorinha que tanta atenção lhe ofertou? Recorda que tornou-se seu braço direito na pequena sala de aula? Durou tão pouco não é mesmo? Gostaria de ter-se formado doutor mas, a dureza da realidade familiar exigiu que regressasse para o campo. Coração apertado, aceitou seu destino e seguiu os passos de seu pai.

A vida prosseguiu. Enfrentou tempos difíceis. Provou ser uma pessoa do bem. Assimilou os valores passado por seus pais. Transformou-se num guru. Admirado por muitos, temido por outros.

Confesso que por uns tempos, preocupei-me com você.Sua atitude beirava a arrogância e isso não representava sua essência de menino.

Que bom que se reencontrou! Precisou ocorrer um comprometimento neuro cognitivo para assumir o posto, a criança leve e sorridente que outrora foi.

À partir daí  reaproximei-me de você. Agora falávamos de igual para igual.Lembra de nossas conversas? Fluíam que nem víamos a hora passar.

Preciso te dizer uma coisa: Não precisa mais chorar de saudade de sua mãezinha. Repare à sua frente. Ela acena para você esboçando seu doce sorriso. Traz os olhos marejados de felicidade em recebê-lo novamente em seus braços. Vá. Não relute.

Siga sem pestanejar. É a porta da redenção que se abre para você. Ficar só te trará sofrimento. Você não pertence mais a esse lado. Nesse grande tabuleiro chamado vida, você ousou e movimentou-se com maestria. Foi um vencedor. Mesmo que para muitos, você seja um fracassado. Não dê ouvidos. Sua elevação os incomoda.

Menino M., deixa de enrolação e vá. Ultrapasse essa linha tênue que o separa da real felicidade. Até eu consigo ver daqui a alegria que impera do outro lado dessa margem. Bandeirolas brancas enfeitam a cidade. A banda de música toca sem parar anunciando sua chegada. Observe quantos olhos curiosos em te ver chegar. Lá, é dia de celebração e você é o motivo de tanta festividade.

Não! Pare de se preocupar conosco! Não ficaremos em desamparo. Aprendemos com suas lições a sermos maiores. Já sabemos caminhar sozinhos. E, apesar da provável separação, só em sabermos que estará feliz e liberto de tudo isso, nossos corações já se enchem de alegria. Vá na frente e prepare o terreno para quando chegar nossa vez. Ah! Antes que me esqueça, tenha a certeza de que jamais o esqueceremos. Jamais.

Menino M., morra em paz. Renasça em paz ao lado dos seus que o esperam. Mande notícias nossas e diga a eles, que mantemos suas memórias intactas que são constantemente revividas nas reuniões familiares.

Isso. Seja um bom menino. Durma o sono da eternidade e sonhe os seus mais belos sonhos. Os anjos velam por você. Um som angelical soa ao longe embalando a todos.

Foi-se. Até breve menino M. Até breve…

Imagem: Criança adormecida (Leon Perrault – 1882)

Anúncios

4 comentários sobre “Cantiga de ninar para menino M.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s