Lamento haitiano

haiti

Ai de ti Haiti, que surgiu no planeta bem aí, onde nem Judas quis perder suas bostas.

Ai de ti Haiti, que almejou ser gente numa terra de déspotas.

Ai de ti Haiti, que veio ao mundo criando negros e pobres.

Ai de ti Haiti, que nesse tempo de existência, quis pertencer ao Caribe.

Ousou falar o francês. Que insensatez!

Ai de ti Haiti, que sonhou uma liberdade. Tentou sem nunca ter de fato.

É praga! É karma! É exclusão do mundo cão que só tem olhos para gente bonita e branca.

À ti, Haiti, só restou violência e paciência por dias melhores, migalhas de quem ostenta caridade para fazer bonito nas redes sociais.

À ti, Haiti, só restou o desprezo de todos e até da natureza que se rebela por criar lugar tão maldito. E fica-se o dito pelo não dito. E o povo segue vida miserenta. Por conta disso, nem avança, nem melhora. O jeito é aguardar pa-ci-en-te-men-te a próxima desgraça.

Um dia terremoto, outro Matthew.

Taquipariu!

Ai de ti Haiti…

 

Imagem: Google

 

 

Anúncios

12 comentários sobre “Lamento haitiano

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s