Comemorar? O que? Por que?

Posso parecer uma pessoa amarga para aqueles que não convivem comigo. Vou logo avisando que sou bem ao contrário. No entanto, tem questões que não me descem e não consigo digerir muito bem. A data de hoje, por exemplo. Queiram me desculpar as que adoram receber flores nessa data, cumprimentos (na maioria, pura polidez), bombons etc.

Sei que sou a estraga festa com minha atitude, no entanto, o rumo que essa data tomou na civilização ocidental, simplesmente me causa náuseas. Sorry mais uma vez.

Não é comportamento de mulher mal amada, mal comida, não desejada. Até mesmo porque, esse pensamento é o mais  puro modelo do pensamento machista, ao qual as mulheres lutaram tanto para combater. Só que, até nisso, a mulher saiu perdendo. Mais uma vez. Doloroso constatar mais esse fracasso, afinal, tantas mulheres corajosas e guerreiras lutaram e, algumas, até pagaram com a própria vida pelo bem geral de todas.

O que observo através da história, é que patinamos ininterruptamente e nada ou muito pouco saímos do lugar. Mesmo com toda modernidade, toda tecnologia a nosso favor (será?), ainda batalhamos e enfrentamos o preconceito, a discriminação, o desprezo, inclusive, de muitas mulheres formatadas pela visão machista. Talvez esteja cansada de tantas mesmices. Talvez esteja descrente de toda nossa conquista. Talvez, no fundo, saiba que nunca alcançaremos a tão desejada igualdade de direitos. Assim como os índios, os negros e todos aqueles grupos minoritários que sofrem perseguições.

Veja bem, não me posiciono contrária aos homens. Não mesmo. Sei que são tão vítimas quanto nós. Só não se deram conta ainda. Talvez nem venham a reconhecer isso.

Tenho muitos amigos e colegas do sexo masculino e nutro por todos, o maior carinho e respeito.Daí, minha melancolia ao constatar que nós mulheres ainda somos tão violentadas. Agora mesmo, enquanto escrevo, quantas e quantas mulheres por esse planeta todo, não devem estar sendo espancadas, humilhadas, curradas e mortas? E o motivo? Não interessa. Passarão a fazer parte de uma estatística que também não servirá para nada. Glória, Maria, Penha, Inocência, Paloma, Ingrid, Marina, Jucélia, Benedita…

Somos mulheres todos os dias de nossa existência. Temos muito do que se orgulhar mas não tanto a ponto de se armar contra os homens. Está em nossas mãos mudar um pouco esse quadro até então, quase imutável. Ensine seus filhos a respeitar mulheres, índios, negros, pobres, debéis. Vá mais longe, ouse. Ensine e exemplifique mostrando que devem respeito a toda raça humana. Independente de credo, de cor, de ideologia. Talvez eu não esteja aqui para presenciar tal mudança. Talvez você também não viva o suficiente para ver isso. Mas, seus descendentes, com certeza farão o diferencial e transformarão esse mundo tão desigual.

Uma flor para mim? Agradeço mas, delicadamente digo que prefiro minha parte em dignidade e respeito. Obrigada!

Anúncios

6 comentários sobre “Comemorar? O que? Por que?

  1. muito bem Rosely adorei seu comentário, isso mesmo , ´´to contigo e não abro´´ rsrsrs bjs ,minha sobrinha … e FELIZ DIA DE ´´NÓS´´…

  2. Incrível! Você expôs exatamente o que sempre quis expressar sobre essa data, e que tbm não me desce muito redondo. Arrasou! É muito bom ser homenageada, mas ser valorizada os outros dias do ano é muito melhor.
    Bjoka!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s