Abate final

Já começo a trabalhar a alma para adentrar a eternidade no inferno. Hoje, ouvi estupefata, sair da boca de um infante de sete anos que, quem não pensa como “cristão”, vai arder no inferno. Disse horrores sobre a igreja católica e também sobre a festa junina ser obra do diabo.

Almoçava enquanto ouvia tais absurdos saindo de uma boca tão inexperiente e já poluída por ideias reacionárias e tortas de adultos que, por interesses mundanos bem longe da verdadeira cristandade, adotam para angariar “ovelhas” para seu rebanho.

Confesso que perdi o apetite. Diante dos diversos episódios que tem ocorrido em vários pontos do país, passando os olhos pelas manchetes e lendo as posições agressivas e torpes de senhores ditos “Pastores”, verdadeiros representantes de Deus na terra.

Recolho-me à minha pequenez humana e tinjo-me de vermelho vergonha alheia. Para onde caminhamos nesse compasso totalmente descompassado? O país saiu dos trilhos em todos os sentidos e o que vejo me entristece e preocupa: uma nação cega, analfabeta, transformando-se em “ovelhas” não pensantes caminhando a passos trôpegos para o abate final.

Anúncios

6 comentários sobre “Abate final

  1. Roseli! Na infância morei numa localidade pequena, de se conhecer quase todo mundo e já nessa época já havia esse tipo de coisas. Muito mais de adultos. Quando vinham de crianças se notava logo que era pelos próprios pais.

    Atualmente o que tenho ouvido bastante é coisa do tipo: “Não dá para confiar em ninguém que não tenha uma religião!”… Só para ficar no mais ameno 😀

    É um quadro triste sim! Principalmente em implantar intolerância, preconceitos, ódio… em crianças…

    Fiquemos nós a irmanar mais amor a todos:
    https://cadeiranteemprimeirasviagens.wordpress.com/2015/09/03/chega-de-tanto-odio-por-um-brasil-com-mais-amor-no-coracao/

    E Parabéns pelo seu posicionamento!
    🙂

    • Tenho observado muito isso em vários locais que frequento. Já enfrentei preconceito velado e escrachado. Já perdi namorado por conta disso também rsrs
      Enfim, fico muito triste em ver seres humanos se diferenciando e não respeitando a diversidade que tanto enriquece mas que devido ao preconceito, separa, estigmatiza e afasta quem poderia ser próximo. Como você tão bem disse, procuremos nós, disseminar o bem, o amor através de nossas ações. Contam muito mais. Grata pela visita e comentário Valéria!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s