Bus stop

ponto de onibus ninil goncalves

Hoje tamo no dia 21 e ainda tem uma semana inteirinha pra acabá o meis. Vida disgranhenta! Trabaiá tanto pra continuá no aperto entra ano sai ano. Dispois qui peitei a madama do 501, por ela só abusá de meu serviço, ganhei pé na bunda, sem pagamento do que me devia. Fidiputa! Há di morrê seca esturricada e vai fedê como todo mundo na vala rasa. Esse gosto ainda hei di tê. O disinfeliz do Raimundo me deixô na encruziada da vida com toda suas dívida de jogo e de bar. Lazarento! Esse também há de apodrecê em vida. Esse gosto ainda hei di te. A vida intera tive dedo podre pra esses homê. O Creiton era bão na cama mas um fidiuncão batia nimim todo santo dia. Sifufeu comigo. Ganhou um oio de vrido. Hoje pede esmola lá na esquina do Viaduto Nhangabaú. Já vi ele apanhá duns muleque mais forte qui ele. Esse também quero mais é qui si foda bunito bunito pra aprendê a nunca mais batê numa muié. O único que prestô não vingô… Armandinho… Saudade dele viu, era tão bãozinho… Fidumaégua resorveu virá homê di batina. Preferiu casar cum Deus…

Disgranhento! Vai si fudê tumén. Vai murrê moiano a batina e virá gozação dos seminaristas. Preferiu eles a mim. Porra de vida meu Deus? Por que sismô cumigo hein?

…E esse onbus qui num vem nunca? Tarveiz seja o urtimo qui pegue na vida. Amanhã o baraco vorta pro dono qui num tenho dinheiro pra pagá mais um meis. Merda! Cadê esse onbus? Cadê?

Droga, o final do mês chegando e ainda não paguei a mensalidade da facu. Está difícil ser estagiária. Mal dá pra comer um lanche por dia. Nem pro cinema está sobrando. Balada então, só quando a galera paga a minha. Caramba, fiquei com notas baixas em Estatística semestre passado. Não quero pegar uma DP, preciso marcar umas aulas de reforço. Caralho, o viado do Caio me deu bolo mais uma vez! Filho da Puta! Ele que me aguarde! Vou dar o troco com juros e correção. Preciso ter mais cuidado com minha mãe. Ela anda de antena em pé comigo revirando minha mochila, meus pertences,cheirando minhas roupas só porque comecei a ir nas raves com a galera. Oh encanação!

Mas que porra de ônibus que nunca vem caralho! Tô me cansando dessa vida de proleta viu! Isso não é pra mim não! Ano que vem vou infernizar meu pai pra dar um carro pra mim. Nem que seja de segunda mão. Ele que se vire. E pra ajudar ainda está esfriando. Assim pego uma bela de uma gripe e aí sim é que meu final de semana vai pro espaço e mais uma vez perco a chance de, ou conquistar de vez o viado do Caio, ou queimar seu filme com as outras garotas.

Droga! Ele me comeu tão gostoso!! Queria muito repetir a dose nem que fosse mais uma vez. Porra, por que tá tão difícil arranjar um namorado hein? Hein?

E esse Educandário que nunca vem! Alguém me explica onde meus pais estavam com a cabeça quando resolveram melhorar nossa “qualidade de vida” mudando pra esse cú de mundo! Preciso ficar esperta com essa dona aí sentada. Meu celular é novinho e não vou dar de bandeja pra ninguém. Era só o que me faltava: dura, sem namorado, fodida na facu e ainda por cima ficar sem smartphone. Ninguém merece!

Imagem: Ninil Gonçalves

Anúncios

4 comentários sobre “Bus stop

  1. kkkkkkkkkkkkkkkkk Gente, mas que disgrama de gente que não vê nada de bom na vida? Que triste, Jesus! Acede elas tudo! Muito bom, Roseli! Perfeito!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s