Nascimento de uma estrela

cartao_elifas620
Desde que passei a ter certa consciência da vida, trago um bicho carpinteiro roendo o tempo todo bem aqui ó!

Sou inquieta, minha mente trabalha ininterruptamente deixando as pessoas ao meu redor, loucas. Na escola, arranjava sempre encrenca por impor minhas ideias ao demais. Mas posso ser bem sincera? Aliás, isso eu tenho de sobra e também tornou-se outro problema. Sempre minhas ideias eram as melhores. Sempre minha opinião era a mais clara e correta. Sempre…

Ou quase né, afinal, sou humana e também erro. Bem poucas vezes diga-se de passagem.

Nasci feia, baixinha, vesga. Tinha tudo para ser uma pessoa desprezível que passaria uma vida inteira invisível.

Qual quê de eu ser invisível hein? Não nasci para isso não! Mas desde cedo carreguei comigo um trunfo que bem poucos têm: minha voz.

Porra meo! Alguma coisa boa eu tinha de ter herdado do pai lá de cima né? Caso contrário bicho, seria muita covardia e sei que ele de covarde não tem nada.

Saquei desde cedo que era por aí que deveria seguir minha vida e tentar ser feliz.

Minha voz abriu portas nunca imaginadas e lançou-me pro espaço tornando-me em pouco tempo, uma estrela.

Fiz meu nome, ganhei respeito, dinheiro, prestígio, fãs…

Mas também fiz uma legião de inimigos que nunca conseguiram me compreender. E vamos combinar: também não me preocupei em me fazer entendida. Cara, nunca tive paciência para a mediocridade! Comigo esse negócio de meio-termo não rola. Ah não mesmo!

Sempre fui fiel aos amigos. E aos inimigos também. Uma vez que despertasse minha ira, bicho, seria por toda a vida. Mas aos amigos dava tudo.

Incondicionalmente.

E com a mesma intensidade amei. E intensamente sofri e fiz sofrer. Sempre me aconselhavam: Não se entregue assim, totalmente. Não vale a pena. Pois eu digo: vale!

Vale tudo se houver emoção, tesão, comichão.

E com a mesma paixão e intensidade, tive meus filhos e amei cada um deles como se fosse único. E foram. Como amei ser mãe. Foi a coisa mais gostosa depois de ter experimentado o tesão do palco.

Bicho, vocês devem estar pensando: essa mulher só fala em tesão!

Natural! A vida sem tesão não é vida. É estágio. Eu pulei essa etapa e cai no mundo com tudo. Já que tenho passagem para ida sem volta e com data marcada para retorno, não podia perder um segundo sequer. Amo a vida e  nesse vagão quero ir na janelinha. Fiz tudo o que sonhei e até o que jamais imaginei, conquistei.

Mesmo assim, sempre fui assolada por uma sombra que me tirava o sossego. E quando minha alma ficava no breu, ninguém me aguentava. Nem meus terapeutas – que achei por bem dar alta caso contrário, enlouqueceriam junto.

Tá achando graça nisso é? Não é pra rir não, é pra chorar. E eu choro muito. Principalmente quando me acho sozinha comigo mesma. Carrego um fardo pesado de emoções que desconheço, ainda não decifradas que ferem, machucam, incomodam.

Outro dia, quando achava que estava tudo indo às mil maravilhas em minha vida, essa sombra surgiu com força total. Fiquei agoniada feito bicho enjaulado.

Voltou a bater aquela velha conhecida: Insegurança. Porra! Não consigo me livrar disso! É um maldito fantasma que vira e mexe ressurge para me assombrar a vida. Sempre quando me encontro feliz. Que merda! Que merda!…

Hoje a coisa estava tão brava, passei o dia inteiro lutando contra ela. Pra aguentar o tranco, resolvi relaxar e tomar algumas doses de Whisky. Aprendi no decorrer de minha vida a apreciar essa bebida. Ela costuma me calmar nos momentos de muita tensão. De tesão também, olha só ele de novo em minha boca! rs

…Está passando, passando. Tudo se acalma e parece ficar distante de mim.

O telefone… Alguém fala comigo mas não consigo responder. Estou bem

…Letargia braba…Gostosa…Sinto uma leveza

Quê? Amor, te ouço mas não consigo entender o que você diz

Acho que bebi demais        demais

dem          ais…

Tu!Tu!Tu!Tu

Imagem: Elifas Andreato

Escrevi esse texto no dia em que nossa “Pimentinha” faria 70 anos se ainda estivesse aqui entre nós. Não é a primeira vez que escrevo sobre ela e para ela. Sou fã ardorosa dessa mulher guerreira, dessa cantora ímpar que nos deixou um legado riquíssimo. Pronto minha querida, agora você é uma estrela. E das mais brilhantes no universo!

Anúncios

4 comentários sobre “Nascimento de uma estrela

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s