Vida minguada

last quarter moon

A Lua testemunhou

a despedida do pintor.

Cansado dos matizes frios

da aquarela em sua vida

sofrida,

buscou na morte uma companheira fixa.

Naquela noite, a Lua

minguou…

Imagem: twanight

Anúncios

5 comentários sobre “Vida minguada

  1. É exatamente o que estamos presenciando nesses dias medonhos, a morte dos verdadeiros e sensíveis artistas. Enquanto a maioria consome uma pseudo-arte, instantânea, sem elaboração, sem estudo, sem aprimoramento, descartável, fútil, vazia, comercial (quando a porcaria ganha notoriedade).
    Pseudo-arte patrocinada por todo tipo de ilegalidade e de interessados que só primam em absorverem, em consumirem das pessoas. E que está consumindo e destruindo o lado humano das pessoas.
    Pequeno poema, mas, profundo e certeiro.
    Grande abraço Roseli!
    p.s. gostei da “cara” do seu blog, tá bonito!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s