Gralhas

Quatro gralhas que se encontram causando verdadeiro furor na praça de alimentação.

Como conseguem fazer tamanho barulho é um mistério. Chega a um grau insuportável causando mal-estar geral em todos que ali se alimentam. Tomo meu frozen tentando refrescar não somente minha garganta mas também meus pobres ouvidos.

Isso, aliado ao barulho da rua com suas buzinas estressadas, faz com que deseje sumir do planeta por alguns minutos. Anseio por um pouco de silêncio mas sei que ficando aqui, será impossível.

Gralhas. Não sabem o quanto são desagradáveis aos ouvidos alheios. Com seu som pra lá de agudo e desafinado. Alternando sons mais baixos, mais altos numa sinfonia dolorosa.

Gralhas. Praga que se espalha por todos os lados. Seja nas áreas de alimentação de shoppings, cinema, teatro, nos colégios.

Aqui onde trabalho, evito sair no horário do recreio e nos demais intervalos. É ensurdecedor! Elas se espalham por todo o pátio tomando conta de cada cantinho. Ficam pelas escadas, bancos, corredores. E seu chiado é uma agressão sonora!

E nos transportes públicos então? Costumo colocar fone de ouvido para ouvir música mas tem dia que se torna impossível se ouvir algo a não ser a cacofonia que vem delas. Quando junta mais de duas então é um Deus nos acuda!

Quem poderá orientar essas jovens adolescentes a procurar um fonoaudiólogo para aprenderem a modular suas vozes esganiçadas? Será um serviço para a humanidade. Nossos ouvidos agradecem!

 

 

Anúncios

4 comentários sobre “Gralhas

  1. Hahahaha rindo muito aqui!! Primeiro por entender seu desespero. Gralhas me deixam exausta (você também fica?). Dez minutos perto e parece que carreguei pilhas de pedras…rs. Segundo… bem, é que sou quase uma gralha, já que muitas vezes (e não me orgulho disso) tenho dificuldades em controlar a potência do meu aparelho de comunicação. Para amenizar eu sou quase um barítono….kkk… sorte dos ouvidos alheios…acho 😉
    Muito divertido seu texto. Até!

    • Humm quer dizer que também é uma gralha hein? rsrs
      Cá entre nós, quando junta mais de duas mulheres não tem como controlar o volume de nossas gargantas. Coitado dos ouvidos alheios. Até!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s