Cantiga para José(s)

torcedor chorando

 

Parafraseando o nosso talentoso Drummond:

E agora José(s)?

A festa acabou, o time perdeu (de goleada), os carnês da Casa Bahia estão vencendo, você não vai ganhar uma segunda TV por R$1 real, perdeste o emprego por querer assistir aos treinos da seleção.

E agora José(s)?

Tudo no supermercado aumentou, as tarifas subiram, o aluguel está para vencer também.

E agora José(s)?

Maria cansou de esperar uma atitude sua, deu um belo pé na bunda e seguiu sua vida lavando, passando, indo de casa em casa fazendo diária pra sustentar Ronildo, Josefa, Marlysonian, Wachinton, Claudiornária e tantas outras crianças advindas desses relacionamentos que acabam sempre nas mãos calejadas de mulheres guerreiras.

E agora José(s)?

A situação no país não está mole não. Emprego está difícil, mão de obra cada vez mais especializada e você mal terminou a terceira série primária.

E agora José(s)?

O que fazer com o dissabor de mais essa derrota? Mais uma entre tantas que coleciona em sua parva vida?

Só te digo uma coisa José(s): ainda há tempo para reverter tal situação. A Copa não importa. É apenas um grande circo místico criado para te envolver numa verdadeira lavagem cerebral desviando sua limitada atenção de coisas sérias que correm pelas laterais. Essa encenação toda que moveu milhões e milhões – coisa que você jamais terá noção de quantos zeros levam – impediu que você enxergasse a realidade que move o país. Gigante pela própria natureza, és belo, és infantil, és manipulável.

José(s), está mais que na hora de acordar para a realidade. Ela pode ser dura mas é o que tem portanto, lute por ela, cresça por ela, viva e evolua por ela.

Outubro está próximo José(s), e eis uma nova chance de você provar que está maduro, consciente, que tem discernimento e que pode e deve tomar em suas mãos, as rédeas de sua própria vida. Pense!

Está na hora de tirar os olhos de Big Brother, Ídolos, novelas das nove, esquecer as paniquetes e tantos outros lixos que entulham e embaralham seu raciocínio já turvo pela fome e dificuldades da vida.

Chega de se dopar com essas drogas que a mídia te faz engolir todo santo dia. Mude sua alimentação. Alimente-se de leituras. De preferência leituras que te façam refletir.

Ah não sabe refletir? Não tem problema José(s). Comece aos poucos, bem devagar e vá aumentando a dosagem semana a semana.

Seja obstinado nessa empreitada José(s). Até outubro tenho certeza que terá melhores condições de fazer a coisa certa.

Agora deixe de lado essa raiva pela derrota do time nacional, nada de queimar a bandeira, nem sair por aí barbarizando patrimônio público. Nada te devolverá a sensação de vitorioso a não ser sua determinação em crescer enquanto cidadão.

Deite essa noite sua cabeça – que por hora lateja de fracasso – e feche seus olhos pensando que amanhã será outro dia.

E que esse novo dia será um novo recomeço, mesmo que haja tropeços, seguirá em frente, de cabeça elevada e mirando o horizonte. Sem medos, sem choros, sem tremor nas mãos.

Porque José(s), lembre-se: o verdadeiro herói não é aquele que entra de quatro em quatro anos numa arena e vence. Herói é você que acorda diariamente às 4h30 da manhã pega três conduções lotadas para trabalhar por um salário mínimo e mantém sempre esse sorriso e esse olhar de esperança, crente de que um dia será realmente feliz.

Tenha uma boa noite José(s).

 

Imagem: http://copawriters.wordpress.com/2010/04/23/nossa-selecao-nao-e-mais-nossa/

 

Anúncios

8 comentários sobre “Cantiga para José(s)

  1. Nossa, Roseli, os posts realmente ficaram parecidos. Mas acho que é o sentimento de tudo o que aconteceu, não é mesmo? Um mês de competição, não sei quantos anos de preparação e, como uma maldição oculta, os fantasmas do Maracanã de 1950 voltaram 64 anos depois, muito piores e em Minas Gerais. Vai ser difícil o José dormir, mas ele sobreviverá. Aliás, todos nós.

  2. Que precisão, Roseli! É isto! Também tive de falar a respeito lá no blog. Se há algo de bom nisso tudo, é a possibilidade de essa gente acordar pra o que relamente importa e para a responsabilidade de cada um: não podemos depender de heróis o tempo todo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s