Pedido de socorro

Imagem

Quero desgostar!

Alguém sabe como fazer isso?

Passar uma borracha, apagar memórias, deletar pessoas.

Jogar no poço do esquecimento, momentos, acontecimentos,

sentimentos.

Que ressequidos pelo destrato, hoje craquela

feito verniz velho.

E por mais que me apegue a esse gostar desgostoso,

Por mais que saiba que preciso virar essa página velha,

de um romance fora de moda,

não consigo.

E isso dói!

Se alguém souber de uma pessoa que saiba desfazer esse feitiço de amor,

encaminhe para a Rua das Amarguras, cruzamento com Rua do Desamor,s.n.

Lá, bem na esquina estarei eu,

encolhida de tanta dor.

Anúncios

24 comentários sobre “Pedido de socorro

  1. Não se esquece, mas pode ser transformado em boas lembranças,como uma passagem boa na vida e que se foi… e algo tão bom quanto aparecerá. Tipo história sem fim, com começo, meio e sem fim, porque o fim só acaba com a morte.
    Querida amiga, uma maravilhosa semana pra vc. Beijos

  2. Roseli, gostei muito. Acho que desgostar é como desviver…
    A história flui somente numa direção sem direito à retorno. Então acho que desgostar é arrumar uma outra pessoa pra gostar… rs rs
    Muito bom, parabéns!

  3. No clube da esquina, cabe mais uma? O tempo, ah, esse que finge ser o melhor amigo nessas horas. Não o deixe entrar no nosso clube Roseli! Viver não é fácil e não tem receitas. Belo poema!

  4. Quem nunca fez um pedido de socorro por sofrer de amor? Pedido esse que muitas vezes vem com uma súplica para substituir por outro amor e que talvez resulte em mais um sofrimento. O ciclo do amor…

  5. Esse seu endereço é temporário. Não viu a placa? “para curtas temporadas” Com certeza um novo lar se abrirá para, digamos, uma morada mais fixa e prazerosa. Adorei isso! Gr. Bj.!

  6. Amiga, te digo que não é saudável ‘Apagar, Deletar’ memórias, histórias… pois estará recortando fragmentos da sua vida, estará arrancando páginas do seu livro, e assim vai descontextualizar o sentimento dolorido. Mas é possível compreender o que te leva a sentir a dor, que motivações, crenças, desejos, que necessidades e como se relaciona no amor… e isso não é fácil, exige o se conhecer, se aceitar, se cuidar, e acreditar que estamos numa cura do ser, aprendendo a se amar e por consequência amar tudo o que há para viver. E muitas vezes nos enganamos e ‘não há culpados, não foi por nada, nada é por acaso’. Abraços.

    • “A”, (ainda não sei seu nome), você tem razão. Mas quando sofremos a vontade é de realmente apagar tudo. Zerar a máquina e reiniciar do nada e fazer uma nova história. No entanto compreendo que o sofrimento, as perdas fazem parte do kit completo chamado “Viver”. E tudo o que nos acontece faz parte desse nosso longo aprendizado. Obrigada pelas suas sábias palavras. Abraço!

      • heheh! ‘A’ de Adriano. Sim… entendo que a vontade é essa, inclusive já apaguei muita coisa e depois tive que resgatar coisa por coisa. Eu respondo tipo um terapeuta, mas adoro estes desabafos. Valeu.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s