Sangria

america-latina-sangraAmérica Latina sangra.

Como já sangrou outrora ceifando vidas

que não desejavam nada além de liberdade, respeito,

ser tratada como gente.

E o que fez essa gente imponente? Descrente?

Essa gente que mente, que não sente amor por nada e ninguém.

Abutres vis, que se alimentam do poder, sem saber.

Só querem foder…o povo.

Morrem jovens, crianças, morrem esperanças!

E os tentáculos da ditadura segue adiante.

Que vida dura!

O que esperar da vida futura?

Dor! Estupor!Desamor!

Pega pra capar! Vamos se salvar!

Matar!

Morrer.

Anúncios

8 comentários sobre “Sangria

  1. Roseli, este poema me emocionou…
    Deste lado do oceano quase não ouvimos notícias da América Latina… é necessário procurar… e quando se encontra é esse sentimento que resta: a tristeza, a violência das imagens e o sentimento que nada evolui apesar da suposta modernidade em que vivemos….

  2. Nem tudo chora, ainda que exista muito de lamento. É a nossa hora, viver é o que nos resta para o momento. Mas ainda há algo que nos sorri, talvez (possivelmente sim) o fato de termos ao nosso lado a Roseli. (A poesia é ruim, mas é sexta)

    • E você mais uma vez fez eu abri um sorrisão ao ler seu comentário. A poesia não é ruim não! Obrigada Mariel pelo carinho e por prestigiar meu blog e meus escritos. Vocês leitores são especiais demais para mim. Um ótimo fim de semana pra você! Beijos

  3. Roseli, o Brasil não pode fugir do seu estilo de vida. Somos um país muito grande com um povo super accessível e bastante comunicativo. Não podemos entrar no esquema de violência para conseguir as nossas coisas. Nossa característica é o jeitinho brasileiro. Nossa arma é a boa conversa. Nascemos para sermos felizes e nosso conceito de liberdade é outro. Somos a favor da grande amizade e da ajuda mútua. Não podemos perder tempo e nem sermos enganados por organizações especializadas em implantar o terror. Somos o pais da paz e amor, da asa delta, do futvolei,…, e outras maravilhas mais.
    Precisamos bater um papinho numa mesinha de bar “intelectual”, de calçada, lá pelos lados da Paulista e esquecer essa violencia que não é nossa.
    Um beijo,
    Manoel

    • É amigo Manoel, infelizmente nosso povo que era pacífico e do bem tem se deixado influenciar por atitudes e filosofias tortas que surgiram lá fora. Mas como você, ainda acredito em nosso povo e sei que merecemos ser felizes. Bora pra cá pra Paulista bate um bom papo e deixar a vida correr mansamente. É disso que precisamos. Bjs

      • Roseli, adorei a sua resposta e sabe que me deu “coceira” de ir Pra Paulista bater aquele papo que o tempo não tem a menor importância?! A gente começa a trocar idéias e dr repente olha para cima e o dia está clareando. Só nos resta ir a pé até o Ibirapuera e andar um pouco em volta do lago para desintoxicar o corpo e a alma, não é?
        Um beijo,
        Manoel

      • Pôxa! Ibirapuera, faz um tempão que não apareço por lá. Incrível né, a gente vive aqui e deixa de frequentar lugares tão legais. A correria impede de usufruir o que de legal a cidade oferece. Mas está aí uma boa chance. Beijo amigo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s