Braveza

tomasz-alen-kopera-pinturas-surrealistas04

Me falaram que seria feliz. Bobo que fui em acreditar!

Aqui cheguei. Pra começar a gente já chega miserável nascendo nu e não trazendo bagagem alguma.

Depois, é uma trabalheira pra conseguir algo! A começar por aprender o principal que é se comunicar. Nunca pensei que falar as primeiras palavras fosse tão difícil! Demorou um tempo precioso para aprender a falar e ser compreendida.

E o que falar das regras?

São tantas, são chatas, são desnecessárias mas todo mundo diz que são imprescindíveis para se viver numa sociedade.

Báh! Acho tudo isso uma nulidade. Mas enfim, já que estamos por aqui, como já diziam os antigos: “estando em Roma, haja como os romanos”.

E assim fui levando a vida. Às vezes num ritmo de salsa, noutras dançando um bolero, outras tantas arriscando uns passos de tango. E acreditem: até mesmo a dancinha da garrafa fui obrigada a aprender. Não ria não! Foi necessário.

Ai como odeio essa palavra!

E o que falar da arte de ser “social”, “civilizada”, não poder expressar o que se pensa de fato mas sim, o que esperam ouvir de você.

Se soubesse disso tudo antes, não havia assinado o tal contrato. Rasgaria em mil pedacinhos e continuaria minha leve vida por entre as nuvens. Só na flauta!

Há momentos por aqui que paro e penso – muitas vezes esbravejando em bom som – Puta que o pariu! Quem foi o imbecil que inventou essa de retornar e começar tudo de novo! Deve ter sido um espírito de porco do mais filho da puta que existiu por todo o universo. E ainda com um espírito muito, mas muito gozador pra continuar até hoje tirando essa onda com a cara da gente.

Ah mas ele que me aguarde pois assim que retornar, vou vasculhar nuvem por nuvem, buraco negro por buraco negro (Ah! Já inventaram que esse tal buraco negro não existe. Pois eu te falo: existe. Brinquei muito de esconde-esconde neles).

Fuçarei todas as estrelas espalhadas por esse vasto mundão de Deus até encontrar e, tête-à-tête, falarei poucas e boas. Ah se vou!

Onde já se viu confinar a gente nesse imenso BBB e fazer a gente passar por tudo isso?

É inflação, é mensalão, é corrupção, é programação ruim na TV aberta, é feriado caindo no sábado…

É a fome assolando a população, é uma nação inteira feita por crianças órfãs em meio a bombardeios, escavando túmulos para negociar ossos, comendo alimento azedo, bebendo água insalubre, dormindo com os olhos abertos para não serem alvos do inimigo…

São inúmeras mulheres sendo barbarizadas, sodomizadas por soldados e civis que se acham no direito de fazer o que bem entendem com o corpo feminino. “Foram feitos para nos servir”

E pouco se importam se as que pegam tem idade de três anos, onze, quinze, vinte ou sessenta. “Tendo um buraco pra gente se aquecer e descontar a ira que sentimos da vida, vale”.

E as pobres mulheres na Índia que além de sofrerem estupros coletivos, ainda recebem o olhar cúmplice da sociedade, inclusive das mulheres mais velhas, dando a desculpa: “Sempre foi assim. Vocês é que estão querendo ser moderninhas e ocidentais buscando mudar um comportamento que sempre imperou”.

Como já desabafei outro dia: Tô garrando um ódio disso tudo aqui!

Oh chefia! É, você mesmo! Nem adianta fingir que não está me ouvindo. Vamos parar com essa palhaçada toda e botar ordem nessa sua invenção que, segundo você mesmo se gabou: A minha perfeição!

Cai na real Todo Poderoso! Não nego que fez muitas maravilhas mas essa aqui óh!

Cagou legal hein?

Anúncios

14 comentários sobre “Braveza

  1. Roseli, tem uma passagem no Evangelho que conta que Jesus pegou um chicote de cordas, foi para o templo e fez o maior esparramo nos agiotas (nossos bancos e financeiras), cambistas, vendedores de artigos apropriados para os rituais do templo e outros picaretas que estavam usando sua pessoa para faturar uma graninha.
    Na minha opinião já é hora Dele voltar e colocar ordem por aqui. Como Ele é democrata nos permite o livre arbítrio, mas o pessoal anda abusando demais.
    Aguardem que Ele volta…
    Adorei o seu post, Roseli.
    Um beijo,
    Manoel

    • Manoel essa é uma das passagens que mais gosto. Não aceito essa postura eternamente pacífica e nada ativa. Ele mostrou que não devemos aceitar tudo sem passar as coisas pelo crivo da razão. Não somos gado para seguir em frente e nada reclamar. Mas acho que ele não volta mais não. Tanto sacrifício pra nada! Agora é capaz que ele fale: se virem macacada! Agora é por sua conta e risco! rsrs
      Beijo

  2. … e o pior talvez seja ainda o silêncio dos que discordam mas se deixam abafar pelo medo, pelo conformismo, pela sociedade dita “bem-pensante” que pretende ainda que não vale a pena (re)agir…
    Gostei muito do seu post.
    Parabéns e… não calemos a voz que quer gritar!
    Abraço, Roseli.
    Dulce

  3. Roseli,

    Tudo isso é consequência do que somos e das opções que fizemos. Deus coloca diante de nós benção e maldição e o que escolhemos? Ele nos deixou sob nossas próprias concupiscências e isso redundou no que hoje está nos nosso meio. Os culpados somos nós, acredite.Pra mim ele é perfeito e justo. Enfim, acho que devemos, apesar dos pesares, observar e considerar aquilo que nos abençoa, e entender que para tudo que fazemos existe uma consequência, mesmo que nos pareça que não.

    Gr. Bj. Rô!

    • Cris, sempre um prazer em ler sua opinião. Concordo. O que escrevi foi um desabafo de momento mas que resultou num irônico texto. Obrigada pela visita e comentário. Adoro receber vocês por aqui!
      Beijos

  4. Caramba, penso assim em alguns momentos de revolta rsrs Como assinei o contrato? Não faço ideia… há que se considerar que, não havendo nascido, eu seria menor e incapaz para realizar certos negócios, como contratos tão sérios como este!
    Apesar dos pesares, já percebi que, por mais que esperneie, não vou obter resposta alguma. Nesse caso, melhor ir vivendo e dançando, fazer o quê!
    A tempo, não pude deixar de rir da “dancinha da garrafa”! hahahaha

  5. É Bruna, as coisas estão tiritando na chapa quente. O jeito é usar a literatura para desforrar e ainda por cima se divertir um pouco. E se preciso, dançar em cima da garrafinha mesmo. Fazer o que né? kkkkkkkkk Bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s