Labor zen

zen

O ócio produzindo a vontade

de ficar mais tempo em contemplação.

Construo paz interior.

Trabalho no processo contínuo de

transformação.

Cresço!

Anúncios

Perdida estou

mulher sombra Eric kellermanOnde foi que me perdi?

Da família, dos amigos, da vida.

De mim.

Em que ponto do caminho desviei da rota certa?

E qual é esse que percorro?

Sigo no escuro tateando, pisando em falso.

O medo fazendo companhia.

A insegurança, a mentira, a manipulação

Fazem parte de minha ação.

Vivo uma grande dramaturgia,

Crio personagens, situações. Invento amores pueris.

Travo conflitos homéricos.

Um dia visto-me de Dama das Camélias,

Noutro banco Joana d’Arc.

Às vezes incorporo a melindrosa Zelda, noutro sofro

feito Camille.

Sou tantas mulheres dentro de uma só.

Perdi de mim mesma.

Agora percorro corredores,

Grito nesses labirintos, horrores,

de ter-me dissociado de mim.

Diz você, terapeuta:

Onde foi que

me perdi?